quinta-feira, 31 de março de 2016

1° ENCONTRO REGIONAL DO PEN SERÁ EM MARTINS.


               
Dr. Luiz Gomes, presidente estadual do Partido Ecológico Nacional -PEN,  definiu na tarde de ontem, o 1º Encontro Regional do partido que acontecerá em Martins no próximo dia 09 de Abril.   

Haverá palestras para esclarecer a nova legislação eleitoral com o ex- Juiz Eleitoral Dr. Carlos Virgílio, Marketing eleitoral com Tertuliano Pinheiro e será finalizado com Dr. Luiz Gomes presidente da legenda que mostrará o crescimento do PEN no estado e suas diretrizes. Dr. Luiz Gomes ainda falara sobre prestações de contas eleitorais. 

O encontro está marcado para o dia 09 de Abril até amanhã será definido o horaria e o local.FONTE:FOLHA REGIONAL

DEPUTADA ZENAIDE MAIA RENUNCIA À VAGA NA COMISSÃO DE IMPEACHMENT


Única parlamentar do Rio Grande do Norte a ocupar uma vaga como titular na comissão de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, a deputada federal Zenaide Maia (PR) renunciou a missão que lhe foi dada pelo partido. 
Zenaide enfrenta problemas de saúde na família com um dos seus filhos, e não terá o tempo necessário que exige os participantes da comissão de impeachment. 
O substituto da deputada na comissão deverá ser escolhido em nova eleição no plenário da Câmara dos Deputados. 
Foto: Assessoria  

SENADORES E DEPUTADOS DO RN RECONHECEM DISTANCIAMENTO DE ROBINSON COM A BANCADA FEDERAL


O governador Robinson Faria (PSD) tem evitado a companhia dos membros da bancada federal do Rio Grande do Norte, quando cumpre agenda administrativa em Brasília, para tratar de assuntos de interesse do Estado. Costumeiramente, tem se acompanhado apenas do filho-deputado federal Fábio Faria e do Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD.
O nosso Rio Grande do Norte é um Estado Grande apenas no nome, mas pequeno não só territorialmente, como também no número de integrantes de sua bancada, por ter apenas oito deputados federais. É preciso união e força, como tinha num passado bem perto, onde as divergências políticas eram deixadas de lado e o espírito maior de Estado estava sempre em primeiro lugar.
Como já divulgamos ontem (29), o governador Robinson Faria esteve com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, e o presidente do Banco do Brasil, Alexandre Corrêa Abreu, para tratar das operações de créditos para o Rio Grande do Norte, levando somente o filho-deputado Fábio Faria (PSD), como representante da bancada federal. São R$ 850 milhões que estão em jogo e poderá render bons frutos para o Rio Grande do Norte, grandes obras e soluções necessárias para o RN.
Mas nem os senadores Fátima Bezerra, Garibaldi Filho e José Agripino Maia, nem muito menos os deputados federais Felipe Maia (coordenador da bancada), Beto Rosado, Antônio Jácome, Zenaide Maia, Walter Alves, Rafael Motta e Rogério Marinho tem sido – pelo menos – avisados das agendas que Robinson tem cumprido em Brasília.
Se não são nem avisados, estão longe de serem convidados.
É a nossa triste realidade.


SENADOR GARIBALDI DEFENDE DEBATE POLÍTICO SEM RADICALISMO OU MANIQUEÍSMO


“Como integrante do PMDB estarei aqui para defender a decisão do partido (de desligar-se do governo), mas o farei sem apelar para a radicalização e o maniqueísmo”. Da tribuna do Plenário, o senador Garibaldi Filho pediu respeito à opinião pública e defendeu que os debates sejam travados com moderação e respeito. “Nesse momento crucial para a vida política brasileira, devemos exercer um diálogo que permita que não sejamos depois levados a uma execração pública”, recomendou.
Na avaliação do senador Garibaldi Filho, os partidos políticos devem ter suas histórias respeitadas. Ele citou o seu partido, o PMDB, que completou 50 anos na semana passada. “Se não dermos o respeito a isso, se desqualificarmos o debate dizendo (por exemplo) que o PMDB é o anjo e o PT é o demônio, onde é que iremos chegar?”, indagou. Ele acrescentou que o seu partido não pode ser cobrado “de forma injusta ou mesquinha” por ter resolvido deixar de apoiar o governo.
“Não pretendo ingressar nesse jogo, nem pretendo me intimidar. Os que hoje dizem que o PMDB é isso ou aquilo, destratando a imagem do meu partido, ontem diziam o contrário. Com relação ao presidente Michel Temer, que é tão acusado hoje, antes era considerado um vice-presidente da mais absoluta confiança e apreço, merecendo a admiração do atual governo”, lembrou Garibaldi Filho.
Em aparte, a senadora Ana Amélia (PP-RS) avaliou que o enfrentamento tem levado ao acirramento, à divisão da sociedade e ao desrespeito com quem pensa de forma contrária. Ela denunciou que na rodoviária de Brasília foram distribuídos panfletos contendo inverdades como o fim do pagamento do 13º salário, FGTS e abono de férias caso o impeachment seja aprovado. “São cláusulas pétreas e imutáveis, como são capazes de levar essa mentira à população do país?”, indagou.
“Eu queria dizer que eu assino embaixo das declarações de vossa excelência, mesmo não sendo da bancada do seu Partido. Mas não é esta a forma que nós aprendemos, e vossa excelência é meu mestre nisso, pela sua experiência na política do nosso País”, destacou também a senadora Ana Amélia.
Aparte – Antes do seu pronunciamento, o senador Garibaldi Filho havia aparteado a senadora Fátima Bezerra para defender a tese de que debates radicais ou maniqueístas não contribuirão para melhorar o atual momento político brasileiro. “Nós, brasileiros, não podemos aceitar os que defendem um ponto de vista se considerarem defensores do bem, enquanto os que têm outro ponto de vista são taxados de defensores do mal”, afirmou o senador.
Garibaldi Filho fez referência ao trecho do discurso de Fátima Bezerra no qual ela colocou de um lado “os lutadores e lutadoras do povo, os lutadores e lutadoras da democracia” e do outro “os traidores e traidoras do povo e da democracia”. Para o senador, os que discordam da posição defendida pelo governo não podem ser taxados de impatriotas. “Isso não serve ao país. Não posso aceitar esse dualismo, esse radicalismo, essa coisa de se dizer que os bons estão ali e os maus acolá”, opinou Garibaldi.

z

TCE EMITE PARECER  PRÉVIO PELA APROVAÇÃO COM RESSALVAS DAS CONTAS DO GOVERNO ROSALBA EM 2014


O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) decidiu emitir parecer prévio favorável à aprovação, com ressalvas, das contas da governadora Rosalba Ciarlini relativas ao exercício financeiro de 2014. O parecer será enviado para a Assembleia Legislativa do RN, a quem cabe, com base na análise da Corte, julgar as contas do Governo.
O processo foi relatado pelo conselheiro Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior, cujo voto foi aprovado por unanimidade, com exceção do conselheiro Gilberto Jales, que alegou suspeição e não votou. De acordo com o conselheiro, “o parecer prévio deve consistir numa apreciação geral e fundamentada sobre o exercício financeiro e a execução orçamentária, concluindo pela aprovação ou rejeição das contas, no todo ou em parte”.
Foram identificadas no curso da análise algumas impropriedades nas contas do Governo do Estado relativas ao ano de 2014, entre elas informações incompletas do Plano Plurianual e no Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAI); a abertura de créditos adicionais suplementares além do limite de 9%, autorizado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias, no valor de R$ 269 milhões; receita arrecadada representou 83,27% dos valores previstos, demonstrando super estimativa das receitas; o Governo empenhou apenas 80,10% do autorizado pela LOA, o que demonstra ineficiência no processo de planejamento; entre outras.
O Tribunal emitiu 13 recomendações ao Executivo Estadual, entre elas “que os créditos adicionais suplementares abertos por anulação de dotação e superávit financeiro não excedam o percentual autorizado na LOA” e o pagamento da dívida de R$ 222 milhões inscrita como restos a pagar do exercício de 2014, além de que o Executivo dê prioridade à cobrança da dívida ativa do Estado.
zBLOG DO HEITOR

EX- GOVERNADORA WILMA DE FARIA DECIDE HOJE FUTURO POLÍTICO



2wilma
A vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, anuncia hoje (31) seu novo partido político.

Fala-se em PR, PSD, PSDB…  De qualquer maneira, a expectativa se encerra nesta quinta-feira.FONTE:ROBSON PIRES

STF DECIDE HOJE SE INVESTIGAÇÕES SOBRE LULA CONTINUAM COM MORO




ter lula tá nem aíO Supremo Tribunal Federal (STF) decide hoje (31) se o juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, continuará na condução dos inquéritos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A Corte vai decidir se referenda decisão proferida na semana passada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo. O ministro suspendeu as investigações que envolvem Lula, por entender que cabe à Corte analisar se o ex-presidente tem foro privilegiado e deve ser processado pelo tribunal.
A polêmica sobre a nomeação de Lula para ocupar o cargo de ministro da Casa Civil do governo Dilma não deverá ser decidida pelos ministros, porque o processo no qual a posse foi suspensa está sob a relatoria do ministro Gilmar Mendes e não está pautado.
Na decisão, que atendeu a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), Teori suspendeu, com base em jurisprudência da Corte, a divulgação das interceptações envolvendo a Presidência da República e fixou prazo de dez dias para que Sérgio Moro preste informações sobre a divulgação dos áudios do diálogo entre a presidenta Dilma Rousseff e Lula, tornados públicos após decisão do juiz.FONTE:ROBSON PIRE



QUEM TIVER VOTO, FICA; QUEM NÃO TIVER, RUA



Os seis ministros do PMDB mandaram um recado à cúpula do partido: ficam nos cargos e não vão aceitar retaliações.
Diz um ministro do PMDB:
– Quando oficialmente o PMDB apoiava o governo e muitos votavam contra o governo, não havia sanção. Por que agora deve haver? Essa turma que quer tirar o apoio ao governo sequer votou no Temer para vice. O candidato deles era o Aécio.
A questão, no entanto, não é os ministros não quererem largar o osso.
O que importa a Dilma neste momento não são eles — mas os votos peemedebistas que podem trazer.
Quem tiver votos, fica; quem não os tiver, rua. Isso é o que definirá quem fica e quem sai.
Por Lauro Jardim

quarta-feira, 30 de março de 2016

SENADORA FÁTIMA BEZERRA DIZ QUE DILMA NÃO É ACUSADA POR CRIME ALGUM.






fatima_defesaA senadora Fátima Bezerra (PT-RN) afirmou nesta terça-feira (29) que, apesar de o impeachment estar previsto na Constituição, ele está sendo usado para um golpe contra a presidente Dilma Rousseff.
De acordo com a senadora, quando se diz que o impeachment é ilegal, o ataque não é ao preceito constitucional, mas ao atual uso indevido dele.
“O que acontece é que um instrumento constitucional está sendo indevidamente usado para tentar afastar uma presidente que não é acusada, até o presente momento, de crime algum”, disse Fátima Bezerra.



O DEPUTADO FEDERAL ROGÉRIO MARINHO FAZ E DESFAZ NO PSDB



wpid-rogério-marinho.jpg.jpegOutra jogada do deputado federal Rogério Marinho. Desta vez foi em Santana do Matos. Ele retirou o diretório do PSDB do médico, Odilon Guimarães, irmão do atual vice-prefeito e também médico Edvaldo Júnior (PR), que é pré-candidato a prefeito.
O diretório do partido foi entregue ao vereador Naldinho que na eleição passada votou em Rafael Motta (ex-PROS) para deputado federal.
Comenta-se que o compromisso assumido foi o de que o vereador Naldinho seria o candidato a prefeito do PSDB tendo como vice um nome indicado pelo PMDB: o do gastrônomo Irailson Almeida. Uma indicação do jurista Paulo de Tarso Fernandes.
A situação em Santana do Matos corre para encontrar uma chapa que possa fazer frente à oposição hoje composta pelo atual vice-prefeito, Edvaldo Júnior (PR) e pelo ex-prefeito Assis da Padaria (PSD).


SE CAÍREM  O BRASIL   MELHORA MUITO



Dólar, Dilma, Dengue e Dunga. Se caírem o Brasil melhora. E muito.




OS GRUPOS DE WATSAPP DE DILMA ESTÃO ACABANDO



ter grupo

FONTE: ROBSON PIRES

QUEM FICARÁ NOS CARGOS DO PMDB NO RN?



duvida-dos-clientesApós a saída do PMDB da base governista, quem ficará com os cargos indicados no RN, principalmente pelo ex-ministro Henrique Alves? Estamos falando, por exemplo, do DNOCS, Funasa e Companhia Docas.
Na fila das indicações estão o PTN, do deputado federal Antônio Jácome, que deve indicar novo dirigente da Fundação Nacional de Saúde; o PR, do ex-deputado João Maia; o PP, comandando pelo ex-deputado Betinho Rosado, que também deve ficar com uma fatia interessante de indicações; e o PDT do prefeito Carlos Eduardo, que espera ganhar mais visibilidade nesse momento de transição.


A BASE ALIADA  DA PRESIDENTE ESTÁ   ABERTA  À   CONVERSA



base_dilma



MINISTRO DA FAZENDA FARÁ DEFESA DE DILMA NA COMISSÃO DE IMPEACHMENT



O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, e o professor de Direito Tributário da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) Ricardo Ribeiro foram escalados pelo Governo para falar em defesa da presidente Dilma Rousseff na comissão que analisa o processo de impeachment da petista. Os nomes foram apresentados pelo deputado Paulo Teixeira (PT-SP) em reunião do colegiado. O relator do processo, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), anunciou que falarão na comissão os autores do pedido de impeachment Janaína Paschoal e Miguel Reale Jr.



PMDB PODE  CAUSAR EFEITO DOMINÓ


dominoNa esteira da decisão do PMDB de romper com o governo, o Planalto já se prepara para um desembarque em massa dos partidos da base de sustentação no Congresso. Siglas até então aliadas, como PSD e PTB também planejam se distanciar da presidente Dilma.
Dilma foi surpreendida com a postura do PSD, que irá liberar seus 31 deputados no momento em que o relatório da comissão do impeachment for apreciado no plenário da Câmara.



IMPEACHMENT JÁ TEM DATA MARCADA 21 DE ABRIL.



Deu no Cláudio Humberto:
claudio humberto novo
O impeachment da presidente Dilma Rousseff será votado na Câmara dos Deputados no feriado de 21 de abril, uma quinta-feira, segundo garantem os principais líderes partidários. A intenção do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), era pôr o assunto em votação no domingo 17 ou 24 de abril, com o povo na rua, mas a tendência é que seja realizado mesmo no Dia de Tiradentes. Com o povo na rua.



PLANALTO APRESSA LIBERAÇÃO DE CARGOS E VERBAS APÓS RUPTURA COM PMDB



Em reação ao rompimento do PMDB, o governo deflagrou uma operação para redistribuir cargos na Esplanada dos Ministérios e apressar a liberação de verbas orçamentárias como forma de tentar garantir os votos necessários para barrar o impeachment na Câmara.
A ideia é ter, até sexta (1º), um novo ministério formado e, na próxima semana, realizar a primeira reunião ministerial já com novos integrantes. “A decisão chega em boa hora porque oferece à Dilma a oportunidade de repactuar o seu governo. Um novo governo no sentido de que sai um parceiro importante e abre espaço para um novo governo”, afirmou o ministro-chefe do gabinete de Dilma Rousseff, Jaques Wagner.
“Se temos o impeachment sem causa, e portanto um golpe, e como ele trata de votos no Congresso, é claro que é uma agenda do governo conquistar esses votos”, complementou. Em reunião com o ex-presidente Lula e demais integrantes de seu núcleo político nesta terça à noite, a presidente concordou com a necessidade de aumentar o espaço de aliados como PP e PR, considerados essenciais na estratégia do governo de evitar a abertura de um processo de impeachment.


PP E O PR QUEREM MAIS ESPAÇO   NOS  MINISTÉRIOS



Segundo a Folha apurou, o PP reivindica a pasta da Saúde e o PR pode herdar o Ministério de Minas e Energia. As suas pastas são atualmente comandadas pelo PMDB. Lula passou o dia cuidando do rearranjo do governo. Além de conversas com líderes do PP e PR, ele manteve contato com representantes de um bloco formado por Pros, PHS e PEN. O petista também procurou integrantes do PTdoB, PSL e PTN que poderão herdar postos de segundo e terceiro escalões.
Wagner avaliou ainda que “foi bom” que o PMDB tomasse a decisão pelo desembarque antes que o processo de afastamento da presidente fosse votado pela Câmara. O PMDB ainda tem seis ministros no governo que não entregaram o cargo e avaliam o que fazer a partir de agora.



CHUVAS NO SERIDÓ SUPERAM 200 MM



registros chuvasAs chuvas trouxeram uma grata surpresa à região do Seridó nesta terça-feira (29), com bons volumes. O sítio Marca, em Jardim do Seridó, registrou 210 milímetros. Confira alguns desses registros abaixo:

210 mm: Sítio Marca (Jardim do Seridó)
175 mm: Comunidade Rajada (Carnaúba dos Dantas)
145 mm: Açude Gargalheiras (Acari)
130 mm: Sitio Picos
122 mm: Riacho dos Cavalos/PB
110 mm: Barro Vermelho
105 mm: Fazenda Jerusalém e sitio Arapuá
100 mm: Sítio Barra da Maniçoba
98 mm: Serra Negra do NOrte (zona urbana) e sítio Entre Serras
97 mm: Fazenda Rolinha
90 mm: Brejinho
89 mm: Ipueira (zona urbana)
85 mm: Sítio Volta (Timbaúba dos Batistas) e sítio Frutuoso
80 mm: Barra do Caimbra
78 mm: Furna da Onça
75 mm: Sítio Pitombeira
72 mm: Casa NOva de Brejinho
70 mm: Sítio Água Doce e Logradouro dos Enéas
60 mm: Equador (zona urbana), sítio Volta do Som (Timbaúba dos Batistas), Riacho da Roça e sítio Riacho da Roça (Caicó)
59 mm: Sítio Cachos
55 mm: Sítio Saquinho
50 mm: Sítio Poção e Ouro Branco (zona urbana)
40 mm: Distrito Palma
39 mm: Sítio Alecrim
38 mm: Brejo do Cruz/PB
30 mm: Sítio Conceição
25 mm: Brasilgás (Caicó) e Varzea Redonda
23 mm: Sítio Umarizeiro (São Fernando)
15 mm: São José do Seridó (zona urbana)
16 mm: Maynard (Caicó)
14 mm: Boa Passagem (Caicó)
12 mm: Barra da Espingarda
10 mm: Jucurutu (zona urbana)



ADVOGADOS VÃO PEDIR SAÍDA DE TEMER 


temer_dilma
Um grupo de advogados pode pedir o impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-). Eles se basear no texto elaborado pela OAB, que nesta semana pediu o afastamento de Dilma Rousseff (PT) da presidência.Fonte:Robson Pires

terça-feira, 29 de março de 2016

ALEXANDRIA: INVESTIGAÇÃO SOBRE O EX- PREFEITO NEY ROSSATO PASSARÁ DA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA PARA A PROMOTORIA DO MUNICÍPIO



A investigação instaurada para apurar supostas irregularidades praticadas pelo então prefeito de Alexandria, Nei Rossato, deverá ser transferida da Procuradoria Geral de Justiça para a Promotoria de Justiça do município. 

A transferência foi determinada pelo desembargador Dilermando Mota, relator da Representação Criminal, já que o ex-chefe do Executivo municipal teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores, perdendo assim a prerrogativa de foro especial.

A cassação ocorreu em 6 de janeiro deste ano, diante da acusação de ter praticado improbidade administrativa em relação a contratos firmados com uma suposta empresa fantasma, na ordem de mais de R$ 2 milhões.

Segundo o Ministério Público, foi autuada no órgão a Notícia de Fato nº 196/2015, pela Promotoria de Justiça de Alexandria, referindo-se à suposta irregularidade e que tais fatos, se comprovados, podem configurar, em tese, a prática do crime previsto no artigo 1º, do Decreto-Lei nº 201/1967 e no artigo 90 da Lei nº 8.666/1993, por parte do chefe do Executivo.

Confira mais informações na página do Tribunal de Justiça do RN, clicando AQUI.FONTE:PAUFERRENSE 

RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA SERÁ FEITO EM SETE LOTES ESTE ANO.


A restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, referente ao exercício de 2016, ano-calendário de 2015, será efetuada em sete lotes, no período de junho a dezembro de 2016. A informação foi publicada na edição de hoje (29) do Diário Oficial da União.
Segundo a Receita Federal, as restituições serão priorizadas pela ordem de entrega da declaração. O valor a restituir será colocado à disposição do contribuinte na agência bancária indicada na declaração. O primeiro lote será liberado no dia 15 de junho. Nos meses seguintes até setembro, o dia da liberação também é 15. Em outubro, será no dia 17, em novembro, 16 e em dezembro, dia 15.
Neste ano, os contribuintes podem entregar as informações até o dia 29 de abril e a expectativa da Receita é receber 28,5 milhões de declarações, 2,1% a mais do que as 27,9 milhões entregues em 2015.



DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES QUER ENGABELAR GALENO TORQUATO


Não passa de invenção essa conversa de que os deputados estaduais Galeno Torquato e Raimundo Fernandes poderiam construir uma aliança para as eleições municipais deste em ano em São Miguel.
Raimundo “imagina” que Galeno é “otário” para cair na conversa dele. Ele não vai “engabelar” Galeno.Quem está espalhando esse boato é ele, contam pessoas de lá.
Ele sabe que a eleição lá é dura e corre o risco de perdê-la.




EM PAU DOS FERROS ELEIÇÃO  MUNICIPAL SERÁ MUITO DURA


Comenta-se nos meios políticos de Pau dos Ferros que a reeleição do prefeito Fabrício Torquato passa por uma articulação do ex-prefeito Nilton Figueiredo. Sem ele ao lado do prefeito a vaca vai pro brejo. O concorrente Leonardo Rêgo entra com a faca e o queijo na disputa. Aliás, em Pau dos Ferros estão suspirando política 24 horas.
A campanha lá será muito dura, é o que se comenta.



SERÁ QUE O BRASIL AGORA TERÁ UMA PRIMEIRA   DAMA?


marcela temer com michel



PREFEITO DE MOSSORÓ JÁ TEM PRÉ - CANDIDATOS A VEREADOR


O prefeito de Mossoró, Silveira Júnior (PSD), também quer ter sua bancada de auxiliares na Câmara Municipal. E ele já concebe a pré-candidatura de dois secretários: Rodineli Carlos (Agricultura) e Jurandy Escóssia, o Filhinho (Ouvidoria).



SUCESSÃO EM MOSSORÓ:  CANDIDATURA DE ROSALBA CORRE RISCO 


Rosalba
Rosalba
A elegibilidade da ex-governadora Rosalba Ciarlini ainda está na corda banda. Ela não está livre de tudo. Apesar de ser a preferira nas pesquisas o seu grupo trabalha com um plano B para as eleições municipais deste ano tendo como articulador Carlos Augusto Rosado.
Outros nomes estão na disputa. O do deputado federal Beto Rosado que é mais pesado do que caminhão e o da ex-deputada Larissa Rosado bem mais leve.
Mas pesado mesmo é o do atual prefeito Silveira Junior. Esse é carregado. Anda fazendo de tudo para romper o desgaste. Não tem jeito.FONTE;ROBSON PIRES

CORRUPÇÃO NÓS PAGAMOS POR ELA



E por falar em corrupção, o Correio Braziliense informa que, para evitar o impeachment, o governo pode gastar 50 bilhões de reais.
É o nosso dinheiro jogado fora em todos os sentidos.


É HOJE QUE LULA " VENDE A ALMA AO  DIABO '



Lula não iria falar besteira. Hoje será o dia “D” de muita articulação. E ele declarou que ainda consegue segurar muita gente do PMDB, E está conseguindo. De outros partidos também, Ele hoje “vende a alma ao diabo” para salvar: Dilma, ele e o PT, Pode crer. O “jararaca” é capaz de tudo.



MINISTRO  DOS TRANSPORTES QUER SEGURAR PR NO GOVERNO



antoniocarlosO ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP), se posicionou contra a possibilidade do seu partido, o PR, deixar o governo. Disse que se depender dele, “o partido não sai do governo de jeito nenhum”.
“Eu não saio do governo, faço parte do governo Dilma”, garante o ministro, em entrevista ao ‘Estado de S.Paulo’. Ressalta ainda que o partido esteve até agora ocupando cargos importantes no governo e que não seria correto abandoná-lo nesse momento.



SAÍDA DE HENRIQUE OBRIGA GARIBALDI  A OFICIALIZAR POSIÇÃO



A saída de Henrique Alves da base aliada às vésperas da reunião que selará o rompimento oficial do PMDB obriga seu primo, o senador Garibaldi Filho, a oficializar sua posição sobre o futuro da legenda.
Por quê?
Até então, Garibaldi se mantinha discreto sobre a questão do impeachment, mas algo mais. Além do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff, há um reordenamento nas alianças político-partidárias também no Rio Grande do Norte.



NO PSD, 70% DA BANCADA DA CÂMARA É FAVORÁVEL AO IMPEACHMENT



kassab PSDOs parlamentares do PSD tiveram a anuência do ministro das Cidades e presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab, para votar livremente sobre o afastamento da presidente Dilma Rousseff.
Apesar de a notícia ter vindo à tona somente ontem, deputados afirmam que o líder do partido na Câmara, Rogério Rosso (DF), já tinha anunciado a liberação desde antes de se tornar presidente da comissão do impeachment.
De acordo com um dirigente do PSD, atualmente, pelo menos 70% da bancada da Câmara é favorável à saída de Dilma. Esse líder afirma que a tendência é de que, assim como os deputados, a bancada do partido no Senado, composta por três senadores, também seja liberada para votar como quiser.FONTE:ROBSON PIRES

O VERDADEIRO MOTIVO DA DEMISSÃO DE HENRIQUE ALVES DO MINISTÉRIO DO TURISMO


IMG_0349
Garibaldi Alves descredenciou o primo Henrique Alves
O ex-ministro do Turismo Henrique Alves queria continuar no cargo, mas, foi chamado ao Palácio do Planalto. Indagado se teria o controle dos votos do senador Garibaldi Alves e do deputado Walter Alves contra a abertura do impeachment,  Henrique respondeu que não. O Planalto já tinha conhecimento disso e sabia até que Garibaldi Alves tinha colocado o boneco ‘pixuleco’ no colo e se deixado fotografar numa manifestação.
Diante disso, Henrique Alves foi convidado a deixar o ministério, como ele já estava com a carta solicitando exoneração pronta, só fez preencher a data do dia 28 que estava em branco e pegou o beco.
O Ministério será negociado com um grupo de 10 deputados que votarão contra abertura do processo de impeachment da presidente Dilma.
Confira a data preenchida manuscritamente: 


Em São PauloJô Soares tratou Marina como candidata e perguntou se ela já teria escolhido nomes para o MinistérioA ex-ministra Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, disse na madrugada desta terça-feira (29), durante entrevista ao apresentador Jô Soares, no “Programa do Jô”, da TV Globo, que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, se aprovado, cumpriria uma “formalidade”, mas não sua “finalidade”.
Se o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assumisse, segundo ela, ocorreria um “bololô”. A expressão foi usada antes pelo apresentador, para se referir à possibilidade de afastamento da presidente e do vice, que provocaria, segundo ele, uma confusão ainda maior que o impeachment. Para Marina, no entanto, Dilma e Temer têm responsabilidades equivalentes pela atual crise. “Os dois partidos (PT e PMDB) estão implicados igualmente”, afirmou Marina.
A ex-ministra voltou a defender que a melhor saída para a crise seria a impugnação da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que provocaria novas eleições se ocorresse ainda em 2016.
Jô tratou a entrevistada como candidata e perguntou se ela já teria escolhido nomes para o Ministério.
Marina negou que já tenha tomado qualquer decisão. “Não é uma mentira branca nem mentira negra ou preta”, disse a ex-ministra, rejeitando a insinuação de que ela estaria escondendo suas pretensões. “É a mais profunda verdade e pago um preço muito alto quando digo que não sei se serei candidata. Meu objetivo de vida não é ser presidente, é ver o Brasil melhor”, afirmou.
A líder da Rede Sustentabilidade afirmou que pensa na possibilidade de concorrer ao Planalto, mas que não quer “instrumentalizar” a crise. “O mais importante é dar contribuição genuína. (…) Não fico ligada em pesquisa de opinião. É um registro de um momento. E é um momento muito delicado da vida do nosso país, com inflação, desemprego, juros altos e descrença nas lideranças políticas”, afirmou a ex-ministra.
Marina foi candidata a presidente em 2010, pelo PV, e em 2014, pelo PSB – na vaga herdada de Eduardo Campos, morto em desastre aéreo durante a campanha.


DUAS CABEÇAS: PMDB DE MINAS GERAIS QUER ROMPER COM DILMA, MAS CONTINUAR NO GOVERNO PETISTA  MINEIRO


DA FOLHA DE SÃO PAULO
O PMDB de Minas Gerais decidiu, nesta segunda-feira (28), romper com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT).
Quase por unanimidade (com apenas um voto contra), o diretório regional do partido decidiu que, na reunião nacional que acontecerá na terça (29), os filiados votem pelo afastamento em relação ao governo federal.
Contudo, ainda não há decisão sobre rompimento com o governo do Estado, Fernando Pimentel (PT). O vice-governador, Antônio Andrade, é presidente do diretório mineiro.
Na Assembleia Legislativa, o PMDB é a maior bancada, com 13 deputados estaduais (17% do total). O partido ainda tem cinco secretarias estaduais: Agricultura, Cultura, Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e Desenvolvimento Econômico.

BLOG:O PRIMO

segunda-feira, 28 de março de 2016

WILMA PRATICAMENTE DECISIVA IR PARA O PSDB


wilma_2016
Segundo contam pelos corredores do poder, a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, está quase definindo seu futuro político. Falta pouco, mas seria o caminho mais provável o PSDB, onde já está sua filha, a deputada estadual Márcia Maia.
ROMPIMENTO
Dilma teme que PP, PR e PSD sigam PMDB na debandada do governo
Reportagem da Folha de São Paulo destaca que Aliados da presidente Dilma Rousseff temem um “efeito manada” sobre a base do governo caso o PMDB confirme o rompimento com o Planalto em reunião de seu diretório nacional na próxima terça (29). Os mais afetados tendem a ser PP, PR e PSD.
O governo dá como certa a saída do PMDB, partido do vice-presidente Michel Temer, da base. Nas contas do Planalto, a ala rebelde do partido é agora majoritária e deve sacramentar a ruptura da aliança com o PT. Juntos, PP, PR e PSD somam 121 deputados. Seus líderes têm dito que não veem sinal de reação de Dilma diante da crise. Dirigentes nacionais dessas siglas têm sido pressionados por parlamentares a deixar o governo.

CALENDÁRIO ELEITORAL
Prazo para filiação partidária se encerra no dia 2 de abril
ter-eleições-2006-250x127Diversas mudanças foram trazidas pela Reforma Eleitoral 2015 (Lei n° 13.165/2015) e que passam a valer a partir das Eleições 2016. Uma delas é a alteração do prazo final para a filiação partidária, que, pela nova redação, será de até seis meses antes do pleito.

Portanto, quem quiser concorrer às eleições deverá estar com a filiação partidária deferida pela legenda até o dia 2 de abril, já que, neste ano, o primeiro turno das eleições ocorrerá no dia 2 de outubro. A filiação partidária é o ato pelo qual um eleitor aceita, adota o programa e passa a integrar um partido político. Esse vínculo que se estabelece entre o cidadão e o partido é condição de elegibilidade.FONTE: LENILSON DO AGRESTE

DEIXEM DE OLHAR PELO RETROVISOR



retrovisorUm dica para os pré-candidatos a prefeito de Caicó:
Não utilizem o expediente do “discurso de retrovisor”.
Tragam propostas concretas para “tocar Caicó para frente”.
Ninguém é mais tão besta não!






PMDB ARRASTA PRESIDENTE DILMA PARA O FUNDO  DO POÇO



downloadEsta e as três próximas semanas serão decisivas para o desfecho da maior crise dos últimos 50 anos. Até aqui, tudo conspira a favor do impeachment de Dilma, a começar pela opinião pública. Segundo o instituto Datafolha, 70% dos eleitores gostariam que a presidente fosse destituída do cargo.
Amanhã, para complicar a sua situação de debilidade e fragilidade no Congresso, onde, na Comissão Especial do Impeachment, só tem 25 dos 65 votos, o PMDB anuncia seu desembarque do Governo. Isso, na verdade, será o começo do fim. Afinal, Dilma precisa reunir pelo menos 172 votos entre os 513 deputados para barrar o impeachment.





DONA DE AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO LIGADA AO PT FECHA DELAÇÃO 



Uma nova delação vai deixar o Palácio do Planalto em alerta. A publicitária Danielle Fonteles, dona da agência de comunicação Pepper Interativa, fechou colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República na Operação Acrônimo, que apura suspeita de um esquema de desvio de dinheiro público para campanhas políticas do PT.
A empresa, que produz conteúdo para a internet, começou a trabalhar para o partido em 2010 e cresceu na esteira da campanha que elegeu Dilma Rousseff. Segundo pessoas próximas à investigação disseram à Folha, Danielle acertou com os investigadores implicar o governador Fernando Pimentel (PT-MG) e Benedito Rodrigues Oliveira Neto, o Bené, empresário e amigo do petista. Os dois já estão sendo investigados.



PRESIDENTE DILMA USA CARGOS PARA  ATRAIR ALIADOS DA  BASE



Diante da certeza de um desembarque do PMDB, o governo Dilma vai oferecer a partidos como PP, PR e PSD cargos hoje em poder dos peemedebistas e a promessa de terem um papel de “protagonistas” caso a petista sobreviva ao impeachment. Nas contas de assessores da presidente Dilma, quase 500 cargos podem entrar nas negociações se todos os peemedebistas decidirem seguir a decisão do diretório nacional do PMDB, na terça-feira (29), quando deve ser oficializado o rompimento.
Segundo apurou a Folha de S.Paulo, além destas três legendas, o governo vai fazer uma ofensiva de última hora sobre partidos menores e deputados individualmente, numa tática de operar no “varejão”, para tentar garantir os 171 votos necessários para barrar o impeachment no plenário da Câmara dos Deputados.



CHEFES MILITARES  JÁ SE ENTENDEM  COM OPOSIÇÃO



Deu no Cláudio Humberto:
claudio humberto novo
Um dos sinais reveladores do declínio da presidente Dilma no poder tem sido a aproximação dos chamados setores “de Estado” com a oposição. Representantes do Itamaraty, inconformados com a nova condição brasileira de “anão diplomático”, e a significativa interlocução com chefes militares, em geral muito discretos. Todos se mostram preocupados, mas concordam em um ponto: o governo Dilma acabou.



DILMA JOGA ÚLTIMA CARTA CONTRA O IMPEACHMENT



dilma_crimesA presidente Dilma Rousseff começa a semana tentando fazer o último movimento para evitar o seu impeachment. A avaliação é que o desembarque do PMDB, dado como certo, estimulará outros partidos da base, como PP, PR, PTB e PSD, a seguir o mesmo caminho.
A contabilidade realista feita pela coordenação política do Governo acendeu o alerta: o Planalto hoje conta com apenas 130 votos seguros para barrar o impeachment – número muito distante do mínimo de 171 votos necessários na Câmara dos Deputados.


VICE- PRESIDENTE TENTA  CONCENSO  NO PMDB



temer reformaO vice-presidente Michel Temer desembarca em Brasília, hoje, para tentar criar um consenso no partido pelo desembarque do governo Dilma. Vai trabalhar pessoalmente para tentar demover as últimas ideias de resistência dentro do PMDB.
A constatação do núcleo mais próximo de Temer é que, depois que o PMDB do Rio de Janeiro oficializou a saída do governo, ficou possível tentar buscar um resultado por aclamação na reunião do diretório nacional, amanhã. A avaliação dos aliados mais próximos de Temer é que é fundamental dar uma prova de unidade neste momento, com a sinalização de capacidade política de um eventual futuro governo de Temer.FONTE;ROBSON PIRES

terça-feira, 22 de março de 2016

CHAPA CHIQUINHO E GILCILENE, RECEBE O APOIO DO MINISTRO DO TURISMO HENRIQUE ALVES E DO DEPUTADO ESTADUAL GUSTAVO FERNANDES.

O ex- prefeito Francisco das Chagas de Freitas  e seu candidato a vice- prefeito Gilcilene Lemos, estiveram em Natal e foram recebidos pelo ministro do turismo Henrique Eduardo Alves e pelo deputado estadual Gustavo Fernandes, ambos Pmdebistas . Na ocasião o ex- prefeito Chiquinho de Ana recebeu do ministro do turismo o comando do partido na cidade serrinhense, como também tratou com o ministro e o deputado estadual Gustavo Fernandes os problemas que o município de Serrinha passou e vem passando, Chiquinho pediu o empenho do ministro para ajudar ao povo de Serrinha.
O ministro Henrique Alves ficou solidário com a situação do município e disse que não vai medir esforços para ajudar   ao povo de Serrinha .
O ministro Henrique Eduardo Alves  e o deputado estadual Gustavo Fernandes, estão empenhados no retorno de Chiquinho de Ana a prefeitura de Serrinha.
O ex- prefeito Chiquinho, estava acompanhado do seu companheiro de chapa Gilcilene Lemos, do presidente da câmara de Serrinha Zé Galú e do vereador Clementino, todos preocupados com melhor qualidade de vida para o povo de Serrinha. 

DE MADRUGADA , MINISTRO FUX DO STF NEGA PEDIDO DO GOVERNO PARA ANULAR SUSPENSÃO DA POSSE DE LULA.



O governo sofreu uma derrota no STF (Supremo Tribunal Federal) na primeira tentativa de reverter uma decisão do ministro Gilmar Mendes que suspendeu a posse do ex-presidente Lula no Ministério da Casa Civil.
Na madrugada desta terça (22), o ministro Luiz Fux determinou o arquivamento de uma ação da AGU (Advocacia-Geral da União) que pedia para o tribunal reverter a decisão de Gilmar que não só impediu Lula de assumir um cargo no governo Dilma, como determinou o envio das investigações envolvendo o petista para o juiz Sérgio Moro no Paraná.
Fux não entrou no mérito do caso e rejeitou a ação por uma questão processual. O ministro argumentou que não cabe o tipo de ação utilizada pelo governo para questionar decisão de integrante do Supremo.
“O Supremo Tribunal Federal, de há muito, assentou ser inadmissível a impetração de mandado de segurança contra atos decisórios de índole jurisdicional, sejam eles proferidos por seus ministros, monocraticamente, ou por seus órgãos colegiados”, disse Fux.
O ministro defendeu que a decisão de Gilmar seja analisada pelo plenário. “A decisão liminar que se pretende cassar (…) restou expressivamente fundamentada em dezenas de laudas , o que revela ausência de flagrante de ilegalidade, por isso que a sua reversão deve merecer o crivo do colegiado”.
Na ação, o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) diz que a decisão de Gilmar foi ilegal e peculiar.
O governo argumentou ainda que o ministro deveria ter se declarado impedido de atuar no caso por dois fatos: se manifestou fora dos autos e despachou em mandado de segurança do PPS, que tem como advogada a advogada Marilda de Paula Silveira, uma das coordenadoras do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). Gilmar é coordenador acadêmico do IDP. Ele nega relação pessoal com a advogada.
Ao pedir uma liminar (decisão provisória), a AGU argumentava ainda que a suspensão da posse de Lula provoca prejuízos para o governo e fere o princípio da separação de poderes.
O governo ainda tem outras ações no STF que tentam suspender todas as decisões da Justiça sobre Lula, inclusive de Gilmar, mas que aguardam análise do ministro Teori Zavascki.
Nos bastidores, integrantes do Supremo dizem que é pouco provável que um ministro suspenda a decisão de um colega e que a tendência seria que o caso de Lula fosse analisado pelo plenário do STF, que só volta a se reunir no dia 30. As ações, no entanto, ainda não estão pautadas.
Fonte: Folha de São Paulo

STF ABRE O SÉTIMO INQUÉRITO PARA INVESTIGAR RENAN CALHEIROS



renan45O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki decidiu hoje (21) abrir mais um inquérito para investigar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na Operação Lava Jato. Com a decisão, Renan passa a responder a sete inquéritos na Lava Jato.
Zavascki atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) no qual a procuradoria pretende apurar supostos repasses feitos pelo doleiro Alberto Youssef, um dos delatores do esquema de desvios na Petrobras, para o senador.

A procuradoria pediu autorização ao ministro para investigar Renan Calheiros pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo suposto recebimento de propina repassada pelo doleiro Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, um dos operadores financeiros que trabalhava para Youssef.FONTE;ROBSON PIRES

DIRIGENTES DO PSB QUEREM ADIAMENTO DE FUSÃO COM O PPS



fusao
Dirigentes do PSB devem divulgar, nos próximos dias, manifesto pedindo o adiamento da fusão do partido com o PPS. De acordo com o portal da revista Época, pelo menos 12 presidentes de diretórios estaduais e os governadores da Paraíba, Ricardo Coutinho, e de Pernambuco, Paulo Câmara, devem assinar o documento.
O temor dos socialistas é, segundo a revista, reside em um “um elevado risco de descaracterização das bandeiras históricas do PSB” identificado pelos descontentes. Entre as alegações, estão a de que a fusão serviria ao propósito do vice-governador de São Paulo, Márcio França, de aliar o partido ao PSDB na disputa pela sucessão de Geraldo Alckimin (PSDB). Parte da cúpula do partido resiste.
O ex-presidente da legenda, Roberto Amaral – que renunciou ao posto após os socialistas decidirem apoiar Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da disputa do ano passado -, já vinha fazendo críticas semelhantes. Ele afirma que a fusão tem a intenção de fortalecer Alckimin na disputa interna dos tucanos pela sucessão de Dilma Rousseff (PT). O governador de São Paulo é um dos nomes cotados para a corrida pelo Palácio do Planalto.
No Ceará, entretanto, socialistas já anunciam a data para a fusão: 20 de junho. “Isso nos fortalece, inclusive aqui no Ceará”, declarou a ex-deputada estadual Eliane Novais, que integra a direção nacional do partido. Ela destaca que a fusão pode garantir ao partido uma das maiores bancadas da Câmara dos Deputados. Ela afirma que o PPS é um partido que soma.



PMDB AVALIA QUE IMPEACHMENT " GANHOU PERNAS"



temerdilma
Josias de Souza destaca que o vice-presidente Michel Temer e seus seguidores passaram a se guiar por uma máxima atribuída ao senador paraense Jáder Barbalho: “O fato político, quando ganha pernas, perde a cabeça.” Por esse prisma, as ruas deram pernas ao impeachment. E o melhor que Temer tem a fazer no momento é nada. Sob pena de subverter um outro ditado segundo o qual a política é como fotografia —se mexer muito não sai.
Temer decidiu impor a si mesmo um prazo: 29 de março. Nesse dia, o PMDB reúne em Brasília o seu diretório nacional para decidir sobre o rompimento com o governo. Até lá, o discurso de Temer será aguado. Sua ação, evasiva. Não quer dar motivos nem para que a oposição o acuse de indeciso nem para que o governo grude nele a pecha de conspirador.
Um dos integrantes do grupo de Temer se diverte: “No momento, tudo o que o Michel tem a fazer é se trancar no Jaburu e só sair de lá para alimentar as emas que passeiam pelo gramado.” Convém desperdiçar um naco do tempo do vice com rezas e mandingas. Com tantas delações pairando sobre a Lava Jato, nada impede que uma delas caia sobre o gramado do Jaburu.



DILMA E LULA INSISTEM  EM POSSE  PARA TORNA-LO  MINISTRO



lula_dilma
A presidente Dilma Rousseff acertou na reunião da noite desta segunda-feira (21) no Palácio do Alvorada com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a prioridade será tentar fazer com que ele tome posse como ministro-chefe da Casa Civil.
Antes do encontro, em conversa com aliados, Lula chegou a manifestar intenção de desistir do cargo de ministro. “Estamos lutando pela posse dele”, informou ao blogue do Gerson Camarotti (G1) um participante do encontro no Alvorada.
A percepção no governo é que, agora, o desgaste político seria muito maior caso Lula desistisse de assumir o cargo de ministro. Há, no entanto, o temor de que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a nomeação de Lula para o cargo possa demorar mais de uma semana.Fonte:Robson Pires

segunda-feira, 21 de março de 2016

EZEQUIEL CELEBRA FILIAÇÃO DE CINCO DEPUTADOS ESTADUAIS NO PSDB


O PSDB potiguar filiou os deputados estaduais Raimundo Fernandes e Márcia Maia, que se juntam aos deputados Ezequiel Ferreira de Souza, Gustavo Carvalho e José Dias, que formam agora a maior bancada da AL


21/03/2016

Foto: Assessoria


Ao recepcionar a formação da maior bancada da Assembleia Legislativa no Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, lembrou o ex-governador Cortez Pereira, seu tio: “Quem se encanta com a beleza da árvore se perde por não conhecer a beleza da floresta” e enalteceu o valor de cada um dos deputados que assim como ele passam a fortalecer o partido.

Ezequiel chamou a atenção de prefeitos, vereadores e lideranças para o futuro que o PSDB tem pela frente, e que todos ampliem seus horizontes e não pensem no imediatismo e sim na grandiosidade dos desafios que estão por vir nos municípios, aqui no Estado e nacionalmente.

Foi na sede do PSDB, no bairro de Lagoa Seca, em Natal, que ocorreu a filiação dos deputados estaduais Raimundo Fernandes e Márcia Maia. Estes se juntam aos deputados Ezequiel Ferreira de Souza, Gustavo Carvalho e José Dias, que formam agora a maior bancada de deputados estaduais da Assembleia.

“Acredito que o mandato político é para trabalhar pelo bem comum. Mais que a quantidade, a filiação do grupo de deputados chama a atenção pela qualidade e a experiência dos nomes que chegam para somar e engrandecer o PSDB”, salientou Ezequiel Ferreira que frisou: “Agradeço o gesto do deputado federal Rogério Marinho, do presidente do PSDB no RN, Valério Marinho e da executiva nacional, pelo convite para nossa filiação partidária”.

O deputado Raimundo Fernandes destacou a envergadura que o partido passa a ter no tabuleiro político do Estado e o deputado Gustavo Carvalho foi enfático ao dizer: “O PSDB é hoje o vetor da mudança no cenário político local e Nacional”.

A deputada estadual Márcia Maia agradeceu ao convite do deputado Ezequiel Ferreira para ingressar no PSDB e deixou claro que estava feliz de reencontrar antigos companheiros de luta. “E em breve, logo poderemos contar com a ex-governadora Wilma de Faria que ainda tem tempo para decidir seu caminho partidário”.FONTE:POTIGUAR NOTÍCIAS